quinta-feira, 24 de junho de 2010

Funcionalismo


Que me desculpem
Carlos,
mãe e Lê.

Todos dizem para eu fazer
concurso público,
mas assim
não sei viver.

Estabilidade é
meu antônimo.

Se Carlos,
funcionário público,
era gauche na vida,
eu sou o quê?

Raquel Mendonça

2 comentários:

  1. Concurso público só se for pra nômade.

    Que linda! Vai pra Buda de vez? Desisitiu de Viena? E a faculdade? Me manda um email contando tudo?

    Ai que saudade, Jesus

    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  2. E dizem que a gente nasceu do mesmo buraco, hahahahahahahaha!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.